segunda-feira, 18 de abril de 2011

"PeleMania" da Arezzo

Hoje não poderia terminar o dia sem falar sobre isso pra vocês, esse verdadeiro ABSURDO!! Se você andou dando uma olhadinha no twitter hoje pode perceber a revolução que a nova coleção da Arezzo causou, dessa vez eu não estou aqui para recomendar a vocês sobre o que eu mais gostei, ou sobre um delírio de consumo meu, mas sim como uma espécie de desabafo, uma maneira de expessar a partir desse blog o que eu acho, compartilhar minha opinião com vocês.


No dia 14 a Arezzo lançou uma coleção denominada PeleMania que utilizou de peles de raposa, coelho, ovelha e couro natural para fabricar as suas peças. Como assim, não é pele sintética? NÃO, a marca utiliza-se de atos de atrocidade para se beneficiarem, ou melhor, a única coisa que visavam ao lançar essa coleção foi o lucro e assim eles pretendem atrair um grande público de consumidoras que querem usar peças de pele com a ilusão de estarem semelhantes a algumas celebridades de Hollywood que realizam o consumo de forma extremamente errônea.

                                               O casaco de chinchila consome cerca de 200 animais.

Essa nova coleção é uma prova que o homem ainda que evolua tecnologicamente continua decrescendo mentalmente, continua tentando adquirir riquezas e bens, esbanja luxo sem importar-se com as consequências que esse luxo trará, a sociedade humana continua decaindo moralmente e provando que pra se conseguir o que quer não importa o meio nem as consequências que seus atos trarão.

                                 Entre 24 e 30 raposas são assassinadas para fazer esse casaco

Para que um casaco de pele seja fabricado os animais são submetidos a uma série de processos de torturas e dor, em que após ser capturado, após passar horas gemendo de dor nas armadilhas deixadas pelos caçadores tem sua pele arrancada e são descartados da forma mais cruel possível.
 Abaixo, a lista de animais necessários para se fazer apenas 01 casaco de pele de comprimento médio:
125 arminhos
100 chinchilas
70 martas-zibelinas ( passam em média 3.000 horas na armadilha )
50 martas canadianas ( passam em média 3.000 horas na armadilha )
30 ratos almiscarados ( passam em média 1.500 horas na armadilha )
30 sariguéias
30 coelhos
27 guaxinins ( passam em média 2.400 horas na armadilha )
14 lontras ( passam em média 1.200 horas na armadilha )
11 raposas douradas (passam em média 2.520 horas na armadilha )
11 linces ( passam em média 1,080 horas na armadilha )
9 castores ( passam em média 225 horas na armadilha )
16 coiotes ( passam em média 960 horas na armadilha )



É isso mesmo que queremos? Claro que não, todas sabemos que para ficar bonita e elegante ninguém precisa sair matando animais por aí afora, podemos sim consumir de forma mais consciente. Então da próxima vez que quiser comprar alguma peça é bom prestar atenção pra não colaborarmos para disseminação desse consumo inconsciente.

* Créditos da 2° até a 4° foto ao Mundo Gump

2 comentários:

Priscila disse...

Parabéns!! É isso aê tem mesmo que falar a verdade. BRAVO \o/

Gabriele Santos disse...

amei o post.
Você trouxe algo que poucas pessoas falam: a extinção de animais tão lindos somente para satisfazer o consumismo exacerbado.
Parabéns garota,

Postar um comentário